By Lucien Silvano Alhanati

Construção e interpretação de  
gráficos tipo colunas.

Imagem

Tipos de gráficos de colunas

colunas simples colunas agrupadas lateralmente colunas agrupadas superpostas

 

Objetivos

Construção

Exemplo:

Vamos considerar os valores da média diária dos acessos ao site da alfaconnection.

Mês JAN/09 FEV/09 MAR/09 ABR/09 MAI/09
Média diária 
dos acessos
230 284 383 474 525

 

No eixo OY vamos marcar os valores com uma escala que nos permite um boa visualização do gráfico.
Tomamos a centena (200) imediatamente anterior ao menor valor dos acessos e a centena (600) imediatamente superior ao maior valor dos acessos.
Marcamos 200 na origem do eixo dos valores e 600 como maior valor. No intervalo marcamos as centenas e as meias centenas.

No eixo OX marcamos os meses observados.

Em seguida construímos o gráfico

Exemplo:

O Colégio de Aplicação Alfa resolveu testar a influência do número de alunos na turma no aproveitamento do ensino, acompanhando as médias, abaixo de 6, de uma turma de 80 alunos desde o primeiro ano até o terceiro ano do ensino médio.

Bimestres letivos 1o 2o 3o 4o
primeiro ano 58 50 45 40
segundo ano 35 30 35 25
terceiro ano 20 15 13 12

 

No eixo OY vamos marcar as médias com uma escala que nos permite um boa visualização do gráfico.
Tomamos a dezena (10) imediatamente anterior ao menor número de médias abaixo de 6 e a dezena (60) imediatamente superior ao maior número de médias abaixo de 6.
Marcamos 10 na origem do eixo dos valores e 60 como maior valor. No intervalo marcamos as dezenas e as meias dezenas.

No eixo OX marcamos os bimestres letivos observados, com uma coluna para cada ano.

Exemplo:

A Consultoria Jean-Paul Prates realizou para a Exxon Mobil uma projeção da demanda energética.
A demanda é calculada em equivalentes a milhões de barris de petróleo por dia e dividida em energias renováveis e não renováveis, conforme mostra a tabela.

Demanda energética em equivalentes a milhões de barris de petróleo por dia
Anos >>> 2000 2010 2020
Energias não
renováveis
175 235 265
Energias
renováveis
35 50 65
Total 210 285 330

 

No eixo OY vamos marcar as demandas com uma escala que nos permite um boa visualização do gráfico.
Tomamos a centena (0) imediatamente anterior à menor demanda e a centena (400) imediatamente superior à maior demanda.
Marcamos 0 na origem do eixo dos valores e 400 como maior valor. No intervalo marcamos as centenas e as meias centenas.

No eixo OX marcamos os anos observados, com  colunas superpostas para cada tipo de demanda.

O gráfico de colunas superposta pode ser construído em porcentagens de cada série quando há interesse em apenas comparar as séries percentualmente, não importando os valores.

A tabela de demanda energética ficaria como:

Demanda energética em porcentagem
Anos >>> 2000 2010 2020
Energias não
renováveis
83 82 80
Energias
renováveis
17 18 20

 

Interpretação

A interpretação dos gráficos de colunas é normalmente muito simples e corresponde apenas ao que é mostrado.

Exemplos:

O gráfico mostra acessos crescentes demonstrando um interesse crescente dos internautas. Uma observação importante é o grande salto ocorrido entre FEV/09 e MAR/09 motivado provavelmente pelo início das atividades nas instituições de ensino

Ele nos mostra que no primeiro ano há um grande número de alunos com médias inferiores a 6, e com o correr do ano cada vez menos alunos têm médias baixas, significando provavelmente que o choque da passagem dos alunos de turmas pequenas para o ensino médio com turmas grandes (80 alunos) vai sendo absorvido.

No segundo ano o número de alunos com médias baixas é menor e oscila terminando o ano com o menos número de alunos com médias inferiores a 6

No terceiro ano o número de médias baixas já é pequeno com um ligeiro declínio durante o ano, significando provavelmente que o fato da turma ser grande não contribuiu para um mau resultado. Provavelmente o número grande de alunos na turma até estimulou os alunos que se preparam para estudar nas universidades que trabalham com turmas grandes.

Há um aspecto interessante que fica evidenciado no gráfico que compara os percentuais.

As projeções indicam uma tendência de redução da demanda das energias não renováveis em comparação com as renováveis.


Home page Alfaconnection       Gráficos